Callegari

Paulistas

64 posts neste tópico

Pior que o sotaque gaúcho dos atores da Globo é o sotaque nordestino que fazem, eles forçam muito o r e fazem muitos trejeitos tipo mudando o tom da frase, mas enfim, é novela né.

"véi" também é usado no Ceará substituindo o "meu" dos paulistas. Além de "véi" eles também falam "macho véi".

Aqui no RN no lugar de "véi" o pessoal fala "boy", mas não é tão usual. Aqui não temos tantas gírias como no Ceará.

Outra coisa, eu vejo os cariocas chamando corretivo líquido de "liquid paper". super pomposo.

Em SP chamam de branquinho, e aqui no RN é corretivo mesmo.

Outra coisa interessante é o nome de algumas frutas e legumes. Em SP chamam mandioca, no RJ é aipim e no nordeste é macaxeira. O que chamamos "mandioca" aqui é o que os paulistas chamam "mandioca braba". No sudeste chamam abobrinha e abóbora, aqui é jerimum e jerimum caboclo, respectivamente. (essa fruta também é chamada de moranga em alguns lugares). Tem também a mexirica/tangerina/laranja-do-norte, eu chamo de mexirica mas a maioria aqui chama tangerina.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

hehe.

Dicionário Regional:

Mandioca = Interior

Aipim = Porto Alegre.

Moranga = Abóbora (no interior chagam a dizer moganga)

Pandorga = pipa

Carpim = meia social masculina

Braguilha = ziper de calça/bermuda

mexirica, tangerina = bergamota (vergamota em alguns lugares)

e por aí vai...

Quanto aos sotaques, para mim, o pior é o da Ilha de Florianópolis, dos chamados "manés".

A primeira vez que estive lá não entendi uma palavra do que diziam.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Essa cidade é cinza, só em concreto...

Mas quem é daqui é apaixonado por ela, por sua loucura...

São Paulo é uma grande maquete, talvez o único lugar em que num elevador você encontre um meio loiro, um meio negro, meio judeu, meio muçulmano... Isso é São Paulo, movimentos culturais revolucionários, dentro da mentalidade ortodoxa da sociedade local...

Uma cidade que realmente tem vida 24 horas todos os dias da semana, onde se você não se atentar, a velocidade da cidade vive a vida por você, como diz o lema do brasão - NON DVCOR DVCO (NÃO SOU CONDUZIDO, CONDUZO).

Todas as outras cidades brasileiras tem belezas naturais que não temos aqui, é fato, mas talvez esteja ai o charme dessa cidade apaixonante.

Beier

O cara que fala MOGANGA é o mesmo que fala MAGAVILHA????

Ele precisa consultar um fono urgente.....

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O pior é que temos vários sotaques aqui no RS, depende da região.

Mas o pior de todos é o da Globo.

Ninguém aqui conhece o sotaque que os personagens gaúchos dos programas da Globo apresentam, é um mistério.

Até a Xuxa, que é gaúcha, ao interpretar uma gaúcha num programa recente apresentou aquele sotaque esquisito!?

hehehe.

Mesmo dentro de Porto Alegre, dependendo do bairro os sotaques mudam.

Eu acho que não gosto de sotaque de gaúchos (sulistas de forma geral) pois trabalhei em uma empresa de Porto Alegre e hoje trabalho em uma que tinha matriz em Gaspar-SC, e convivi muito com gaúchos, alguns MUITO chatos que tinham o sotaque bem puxado, então acho que quando ouço o sotaque, eu associo a pessoas chatas rs! Não que isso seja verdade, mas sabe como é, nossas experiências definem nossas preferências.

Lembro de uma novela da Globo que alguns atores imitavam italianos falando português, e pareciam gaúchos ao invés de italianos, acho que foi naquela Passione rs!

Sybyl, São Paulo é assim mesmo como descreveu, eu gostava muito daqui, hoje estou de saco cheio de viver aqui, na boa. Estou a procura de qualidade de vida, ontem por exemplo eu demorei mais de duas horas no trânsito para andar 15km do trabalho até minha casa.

Estou com planos de ir embora ainda este ano, gosto da cultura daqui, da quantidade de opções culturais que a cidade nos oferece, mas na boa, viver aqui é cansativo, estressante. Por isso que todos acham os paulistanos apressados e tals... a gente acostuma com a correria do dia a dia aqui, se você não for rápido, a cidade te engole.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Natural o sotaque italiano e alemão.

Na serra gaúcha não se pronunciam os dois RR, ou seja:

"Caregam aroz de caroção de quatro roda nas baranca do rio e tiram rolha de garafão..."

Onde começa com R pronuncia-se como em "areia".

Já na fronteira oeste falam bem parecido com o sotaque da globo.

Em Uruguaiana: LeitE quentE dE noitE dói os dentE da frentE.

Já em alegrete Há 100Km à leste: Leiti quenti dE noiti doí os denti da frenti.

Em Porto Alegre: Leiti quenti di noiti doí os denti da frenti.

No bairro bom fim em Porto Alegre: Leeeeiti queeenti diiii nooooiti...

Lembram do magro do bonfa da escolinha do professor Raimundo?

Bonfa é apelido do bairro bom fim.

E gaúcho é mesmo muito chato, pensam que fazem tudo melhor do que os outros, inclusive entre si.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu conheci uma sulista que falava assim mesmo, tipo: ao invés de falar carro, falava caro.

E gaúcho é muito mala, meu! Acham que fazem tudo melhor, no trampo, se dava alguma merda, eles sempre queriam dar um jeito de dizer que eles fizeram certo e que o problema aconteceu em São Paulo rsrs! Eu tretava muito com eles por causa disso rsrs!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Independentemente das considerações sobre alguem ser chato ou não, uma das coisas que mais gosto de curtir é o sotaque de cada região.

Sempe que tenho oportunidade de viajar, essa é uma das coisas que me interessam. Fico decepcionado quando vou para outra região do pais ou do estado e só encontro aquele sotaque pasteurizado da Globo. Além do sotaque, obviamente o vocabulário e modo de vida regional me são de muito interesse também.

Quando estive com o Jairo, em Natal, muitas coisas aprendi, inclusive no lauto jantar, por ele e sua mãe oferecido, dentre os acepipes, havia a famosa "comida de milho". termo que jamais tinha ouvido. Muito legal isso!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ah! Sem dúvida, a cultura e os costumes locais são o que mais me interessam quando viajo, prefiro sair com os nativos do que curtir os pontos turísticos do lugar, eu nunca fui no Pão de Açúcar no RJ, por exemplo... mas conheci a Vila Mimosa haha!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

War, a VM é mais divertido. Se vai ao Pão de açucar, vai ver muitos paulistas e qual vai ser a graça pra você?

Porque não aproveitou e passou no Garage e no Heavy Duty open bar? Para quem curti som, como nós, é um prato cheio.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Eu fui ao Garage numa fase pré-histórica da minha vida. Foi ótimo. Saudades da época em que não precisava guardar segredo sobre minhas tendências a gostar de metal heh. Passei pela VM, claro.

Eu também sou fascinada por esse negócio de sotaques e culturas regionais mas infelizmente não tenho oportunidade de viajar muito.

Falando nisso, viajar para shows e conhecer headbangers locais é o máximo. Conheci muitos paulistas no blind guardian ano passado, talvez este ano irei novamente.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

heavy metal'

Eu fui ao Heavy Duty, não é lá que dizem ser o pior atendimento do Brasil? rs!

O cara pega o microfone e diz algo do tipo: "Saiu o X Salada aqui, quem foi o "péla saco" que pediu? Vem buscar!" rs!

Péla saco é a gíria carioca que acho mais engraçada rs!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

eu vejo os cariocas chamando corretivo líquido de "liquid paper"

Quá-quá-quáaaaaaaaaaaaaa, morri.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

É esse bar mesmo..rsrs Quanto a gírias, é o que não falta aqui.

O garage era muito bom. Bandas do underground carioca sempre se apresentavam lá e muitos amigos meus também, mas em comparação com SP não chega nem perto. Domingo mesmo estou partindo para assistir o show do Opeth no Carioca Club.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

"Quá-quá-quáaaaaaaaaaaaaa"

que diabos seria isto? rs. eu desconfio que se trata se uma onomatopeia. perdoe meu desvio de compreensão eu sou muuuito lesa.

quando fui ao heavy duty vi coisas que nunca imaginei ver em uma cidade pequena de minas. muito chocante pra idade que tinha hahah. mas a vila mimosa definitivamente superou

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chamamos Liquid paper, por causa desse aqui.

710960.jpg

Assim como chamamos de Bombril todas as marcas de palha de aço.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

sim, mas ainda não entendi porque a Liah imitou um pato, e depois morreu rs

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aqui em Sampa também falámos Liquid Paper, foi o primeiro corretivo a fazer uma publicidade mais forte, e era uma das poucas marcas de corretivo que se achava no mercado, hoje tem um monte.

Em SP chamamos de branquinho mesmo rsrs!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom mesmo era cheirar o solvente para corretivo líquido, liquid paper, branquinho, que seja...

Depois começaram a fazer a base de água e perdeu a graça.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Genial,

Criam um tópico sobre paulistas e como o assunto não rende quase nada, :lol: acabam falando dos gaúchos. Ninguém chuta cachorro morto, não, é? :D

O sotaque, ou dialeto que acho muito interessante é o do cuiabano matogrossense.

Uma amostra aqui neste site Xaê Xomano. Vale apena conhecer.

Editado por Docke
excesso de espaço em branco
0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha noiva é cuiabana, e eu morei em Cuiabá por 5 meses, terra legal e mais quente que o inferno rs!

Realmente o sotaque (ou dialeto deles) é bem peculiar, mas não são todos que falam assim, é mais a comunidade ribeirinha. Falam de uma forma meio anasalada, é bem interessante, e neste site eles imitam direitinho rsrs!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pois é, Marroni, o que um paulista faz de "importante"? Trabalhar e dormir, e nos fds beber no bar e conversar sobre futebol, pronto :P

Falando em branquinho, eu estudei até o fim do ensino médio em SP (moro aqui há 5 anos), e onde eu estudava o pessoal só falava branquinho, daí eu vim morar aqui e comecei a lecionar na escola estadual do meu município. Um dia eu borrei a caderneta de chamada e perguntei pros alunos "alguém aí tem um branquinho pra me emprestar?" Putz... eles riram e um mais gaiato do fundão disse "que negócio é esse?" Foi aí que eu me toquei que o pessoal chamava corretivo.

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O sotaque do interior de São Paulo é diversificado. Mais perto capital fala-se: "Pirrrr'racicapa". Bem no interior mesmo, é "Computadorrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr", e em alguns lugares é "SarDÍnha", "andoRÍnha"...

Em São Paulo as pessoas cortam o verbo estar. Como se "tá": onde ele "tava". mas não sei se é somente aqui, alguém pode confirmar?

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

7. Acha que não tem sotaque nenhum.

R: Não temos rs!

Corrigindo temos sim:

Chamamos porta de Porta:

Chamamos a esposa do Sr. cachorro de cachórra ou cadela;

e chamamos também uma praça ou largo, de forma circular, onde desembocam várias ruas e o trânsito se processa em sentido giratório de Rotatória

quando o resto do país chama de Rótula.

1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Minha noiva é cuiabana, e eu morei em Cuiabá por 5 meses, terra legal e mais quente que o inferno rs!

É que você não conhece Bauru, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Itariri.....ai vai descobrir que Cuiabá é onde o Capeta tira férias..... :P

1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora