fórum.ateus.network: Poesia - fórum.ateus.network

Ir para

  • (24 Páginas) +
  • Primeiro
  • 22
  • 23
  • 24
  • Novo tópico
  • Responder

Poesia Alguém gosta de ler ou escrever poesia'

#461 Membro offline   Brancaleone I Ícone

  • Limitado mas pronto pra guerra...
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Grupo: Membro
  • Posts: 2.078
  • Cadastrado: 17/04/2013
  • Gender:Male
  • Interests:Filosofia quântica, engenharia psíquica, mecatrônica bélica, navegação submarina, e outras coisas que não significam nada mas me fazem parecer "intiligenti"...

Postou 13/09/2014 - 22:35

Não curto poesia. Nem um pouco.
Fernando Pessoa, no máximo.

Não curto poesia. Nem um pouco.
Fernando Pessoa, no máximo.
Branco, hetero, ateu, de direita, "careta", "jeca", invejado, feliz e orgulhoso de ser assim apesar de fazer parte de um grupo em extinção...
0

#462 Membro offline   Liah Ícone

  • demented
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 2.241
  • Cadastrado: 04/02/2012
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postou 14/09/2014 - 09:26

Por que Branca, não curte poesia? Diga lá, rs.
Mas se vc curte Fernando Pessoa vc curte poesia :P
Fernando Pessoa é um dos meus preferidos. Li algo dele a primeira vez em uma livraria e quando li, marejei os olhos.
A TPM tb. ajudou :D
0

#463 Membro offline   Brancaleone I Ícone

  • Limitado mas pronto pra guerra...
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Grupo: Membro
  • Posts: 2.078
  • Cadastrado: 17/04/2013
  • Gender:Male
  • Interests:Filosofia quântica, engenharia psíquica, mecatrônica bélica, navegação submarina, e outras coisas que não significam nada mas me fazem parecer "intiligenti"...

Postou 15/09/2014 - 08:05

Poesia é tornar textos medíocres em algo melhor usando recursos covardes de sentimentalismos noveleiro mexicano e de métrica e rima para darem um suingue geral.
Branco, hetero, ateu, de direita, "careta", "jeca", invejado, feliz e orgulhoso de ser assim apesar de fazer parte de um grupo em extinção...
0

#464 Membro offline   Liah Ícone

  • demented
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 2.241
  • Cadastrado: 04/02/2012
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postou 15/09/2014 - 08:28

Huahua, esse Branca! :)
Então, Fernando Pessoa estaria longe de fazer poesia pois você gosta dele ou então você admite que possa gostar de um belo drama mexicano bem escrito :lol:
0

#465 Membro offline   Callegari Ícone

  • insane
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1.369
  • Cadastrado: 17/11/2010
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo

Postou 16/09/2014 - 10:38

"Fiquei parado e ela se debatendo. Apertei os dedos dos pés na ponta do sofá, calcando com força, completamente imóvel. E aí forcei o pau a latejar três vezes, sem mexer com o corpo. Ela reagiu com contrações. Repetimos aquilo e quando vi que não dava mais pra aguentar, tirei quase todo pra fora e enfiei outra vez – com tesão e cuidado – tornando a vibrar ali dentro e de repente parando, enquanto Carol se revirava toda: parecia um peixe preso no anzol. Fizemos isso várias vezes. Depois, com desvairado abandono, comecei a meter e tirar, sentindo o pau aumentar de tamanho e volume, os dois atingindo culminâncias juntos, numa simbiose perfeita, ultrapassando tudo, a história,nós mesmos, o nosso egoísmo, além de toda compaixão e análise, de tudo, em suma, com a alegria secreta de estarmos celebrando a Vida."

"Disse meu nome à enfermeira. Ela entrou na sala envidraçada e localizou o nosso filho. Ao levantar a criança no ar, a enfermeira sorriu. Um sorriso incrível, de perdão. Nem podia ser de outro modo. Olhei pra criança –impossível, clinicamente impossível: era um tigre, um urso, uma cobra e um ser humano. Um alce, um coiote, um lince e um ser humano. Não chorava. Os olhos se fixaram em mim e me reconheceram. E eu também reconheci. Uma coisa insuportável, o Homem e o Super-homem, Super-homem e Superfera. Completamente impossível e olhava pra mim, o Pai, um dos pais, um dos muitos e muitos pais… e os raios de sol se cravaram no hospital, que começou a estremecer de cima abaixo, as crianças rugindo de medo, as luzes se acendendo e apagando; um clarão roxo relampejou na repartição de vidro na minha frente. As enfermeiras gritavam. Três luminárias fluorescentes se desprenderam dos suportes e desabaram sobre os berços. A enfermeira ficou ali parada, em pé, segurando meu filho e sorrindo, enquanto a primeira bomba de hidrogênio caía sobre a cidade de São Francisco."

Charles Bukowski – do livro “Fabulário Geral do Delírio Cotidiano – Ereções, Ejaculações e Exibicionismos – parte II. Trechos do conto, "Animal Crackers In My Soup"
▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬
0

#466 Membro offline   Dan Quintao Ícone

  • Danone Limão
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1.047
  • Cadastrado: 19/10/2009
  • Gender:Male
  • Location:Maceió - AL

Postou 16/09/2014 - 13:58

Ainda Ontem Chorei de Saudade
(João Mineiro e Marciano)

Você me pede na carta
Que eu desapareça,
Que eu nunca mais te procure,
Pra sempre te esqueça.

Posso fazer sua vontade,
Atender seu pedido,
Mas esquecer é bobagem,
É tempo perdido.

Ainda ontem chorei de saudade
Relendo a carta, sentindo o perfume,
Mas que fazer com essa dor que me invade?
Mato esse amor ou me mata o ciúme.

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!...

O dia inteiro te odeio,
Te busco e te caço,
Mas em meu sonho, de noite,
Eu te beijo e te abraço.

Porque os sonhos são meus,
Ninguém rouba e nem tira.
Melhor sonhar na verdade
Que amar na mentira.

Ainda ontem chorei de saudade
Relendo a carta, sentindo o perfume,
Mas que fazer com essa dor que me invade?
Mato esse amor ou me mata o ciúme.

Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!
Ah! Ah! Ah! Ah! Ah!...
[...frase profunda...]
0

#467 Membro offline   linho Ícone

  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1.726
  • Cadastrado: 08/07/2012
  • Gender:Male

Postou 17/09/2014 - 18:32

Há quem diga que todas as noites são de sonhos.
Mas há também quem garanta, que nem todas , só as de verão.
No fundo, isto não tem muita importância.
O que interessa mesmo não é a noite em si, são os sonhos.
Sonhos que o homem sonha sempre, em todos os lugares, em todas as épocas do ano, dormindo ou acordado.
W. Shakespeare
"É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos".
0

#468 Membro offline   Deia Ícone

  • demented
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 3.092
  • Cadastrado: 20/03/2008
  • Gender:Not Telling

Postou 17/09/2014 - 21:55

e o peso do mundo....

sono
profundo assomo
medo de como assombrar
os demonios da insonia
os hospicios dos sonhos
o desejo de estar
no fim da entrega
dos receios aos anseios
de nós,caravelas
no sopro das brisas
vagos seres sobre vagas
profundo assomo
leveza
e o peso do mundo
naufragou-nos

t.h.abrahão
I don't listen to those who yell.
I listen to those who whisper.
0

#469 Membro offline   linho Ícone

  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1.726
  • Cadastrado: 08/07/2012
  • Gender:Male

Postou 15/10/2014 - 18:49

Circum-Lóquio
Haroldo de Campos

(pur troppo non allegro)
sobre o neoliberalismo terceiro-mundista

1.
o neoliberal
neolibera:
de tanto neoliberar
o neoliberal
neolibera-se de neoliberar
tudo aquilo que não seja neo (leo)
libérrimo:
o livre quinhão do leão
neoliberal a corvéia da ovelha

2.
o neoliberal
neolibera
o que neoliberar
para os não-neoliberados:
o labéu?
o libelo?
a libré do lacaio?
a argola do galé?
o ventre-livre?
a bóia-rala?
o prato raso?
a comunhão do atraso?
a ex-comunhão dos ex-clusos?
o amanhã sem fé?
o café requentado?
a queda em parafuso?
o pé de chinelo?
o pé no chão?
o bicho de pé?
a ração da ralé?

3.
no céu neon
do neoliberal
anjos-yuppies
bochechas cor-de-bife
privatizam
a rosácea do paraíso
de dante
enquanto lancham
fast-food
e super
(visionários) visam
com olho magnânimo
as bandas
(flutuantes)
do câmbio:
enquanto o não
- neoliberado
come pão
com salame
(quando come)
ele dorme
sonhando
com torneiras de ouro
e a hidrobanheira cor
de âmbar
de sua neo-
mansão em Miami.

4.
o centro e a direita
(des)conversam
sobre o social
(questão de polícia):
o desemprego um mal
conjuntural
(conjetural)
pois no céu da estatís-
tica o futuro
se decide pela lei
dos grandes números

5.
o neoliberal
sonha um mundo higiênico:
um ecúmeno de ecônomos
de economistas e atuários
de jogadores na bolsa
de gerentes
de supermercado
de capitães de indústria
e latifundários de
banqueiros
- banquiplenos ou
banquirrotos
(que importa?
dede que circule
autoregulante
o necessário
plusvalioso
numerário)
um mundo executivo
de mega-empresários
duros e puros
mós sem dó
mais atento ao lucro
que ao salário
solitários (no câncer)
antes que solidários:
um mundo onde deus
não jogue dados
e onde tudo dure para sempre
e sempremente nada mude
um confortável
estável
confiável
mundo contábil.

6.
(a
contramundo
o mundo-não
-mundo cão-
dos deserdados:
o anti-higiênico
gueto dos
sem-saída
dos excluídos pelo
deus-sistema
cana esmagada
pela moenda
pela roda dentada
dos enjeitados:
um mundo-pêsames
de pequenos
cidadãos-menos
de gente-gado
de civis
sub-servis
de povo-ônus
que não tem lugar marcado
no campo do possível
da economia de mercado
(onde mercúrio serve ao deus mamonas)

7.
o neoliberal
sonha um admirável
mundo fixo
de argentários e multinacionais
terratenentes terrapotentes coronéis políticos
milenaristas (cooptados) do perpétuo
status quo:
um mundo privé
palácio de cristal
à prova de balas:
bunker blau
durando para sempre - festa estática
(ainda que sustente sobre fictas
palafitas
e estas sobre uma lata
de lixo)
"É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos".
0

#470 Membro offline   Nataliaumdoistres Ícone

  • curioso
  • Pip
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1
  • Cadastrado: 16/10/2014

Postou 16/10/2014 - 14:48

Oi colegas seres humanos. Eu criei um poema falado que se chama "Sobre existir", onde eu abordo mais ou menos temas como o universo e er... minha existência haha :P aqui o link: https://www.youtube....h?v=zm3Afv8CIWE .

O audio tá muito baixo, então talvez seja melhor usar fone de ouvido? Obrigada de qualquer forma se cs chegarem a ouvir :)
1

#471 Membro offline   linho Ícone

  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 1.726
  • Cadastrado: 08/07/2012
  • Gender:Male

Postou 16/10/2014 - 14:58

Nussssssssssssssss Linda ! Achei tudo lindo. Vixxeee tenho que sair agora cause , uns incompetentes estão meio que perdidos lá nas minhas coisas, mas quero comentar depois .
Bjs Linho.
P.S. Cuidado com alguns aqui neste site viu , alem de mentir adoram ver a infelicidade alheia
Bjs again ... kisseesssss
"É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos".
0

#472 Membro offline   Malta Ícone

  • novato
  • PipPip
  • Grupo: Membro
  • Posts: 25
  • Cadastrado: 30/09/2014

Postou 16/10/2014 - 18:08

"A Alma da Poesia

Poesia é algo que vem de dentro
Desponta do fundo da alma
Traduz valores, desejos, sentimentos
É uma mistura de encanto e desalento
É a nudez do que está oculto
É a descoberta de si mesmo
É o esmero da vida e do luto

Poesia é arte, é coisa fina
É o abrir da densa cortina
Que cobre o âmago do ser
É o despertar do que está adormecido
É aquilo que não se pode entender
Sem o olhar que alcança o horizonte
Sem a curiosidade peculiar dos infantes
Sem a inquietude dos jovens
Sem o borbulhar dos amantes

Poesia é devaneio, sonho e beleza
É encontro programado , é também surpresa
Poesia é dor e prazer
Palco de sombras e luzes... incerteza"

0

#473 Membro offline   Liah Ícone

  • demented
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • Ver galeria
  • Grupo: Membro
  • Posts: 2.241
  • Cadastrado: 04/02/2012
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postou 19/10/2014 - 11:56

Invernáculo

Esta língua não é minha,
qualquer um percebe.
Quem sabe maldigo mentiras,
vai ver que só minto verdades.
Assim me falo, eu, mínima,
quem sabe, eu sinto, mal sabe.
Esta não é minha língua.
A língua que eu falo trava
uma canção longínqua,
a voz, além, nem palavra.
O dialeto que se usa
à margem esquerda da frase,
eis a fala que me lusa,
eu, meio, eu dentro, eu, quase.

(Paulo Leminski)
0

Compartilhar este tópico:


  • (24 Páginas) +
  • Primeiro
  • 22
  • 23
  • 24
  • Novo tópico
  • Responder


Similar Topics Collapse

  Tópico Fórum Autor Estatísticas Último post
Novos posts Ícone Gostaria De Agradecer A Deus... Humor Rosatti Ícone
  • 16 Respostas
  • 4.926 Visualizações
Tópico quente (Com novos posts) Ícone Anexos Concurso De Poesias Ateus.net 2014 off-topic Deia Ícone
  • 104 Respostas
  • 11.623 Visualizações
Tópico quente (Com novos posts) Ícone Se Pudesse Escolher, Gostaria De Ter Um Mundo Com Ou Sem Deus? Ateísmo Ignorante Ícone
  • 109 Respostas
  • 8.376 Visualizações
Novos posts Ícone Gostava De Saber Uma Opinião Imparcial Política Tiago VC Ícone
  • 2 Respostas
  • 282 Visualizações

1 usuário(s) está(ão) lendo este tópico
0 membro(s), 1 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)