Ir para conteúdo


Foto

Poesia


  • Por favor, faça o login para responder
556 respostas neste tópico

#541 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 22/11/2014 - 10:57

Balela filosófica

Caminha-se para o nada
e desse nada surgimos, então:
nada de amor,
nada de amar.

Mas como surge algo do nada
para simplesmente nada ser?

Vez por outras se desencadeiam
essas coisas em minha cabeça.

E fica a angústia do meu nada
a discutir com meu nenhum.

Mas pra quê?

(Berg Nascimento)
  • 0

#542 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 25/11/2014 - 19:10

Liberdade

Será liberdade
aquele vôo de águia
de uma simples
folha seca?

Que poder tenho eu
sobre o dom da liberdade
de uma simples
borboleta?

Liberdade é assim:
sai o perfume da flor
mas a flor não sai de mim...

Afonso Estebanez
  • 0

#543 David Bennet

David Bennet

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 149 posts
  • Gender:Male
  • Location:Nova Iguaçu

Postado 25/11/2014 - 19:33

Sou da época que na escola, era obrigado a declamar pesias.

Ex.: Atirei uma pedra n´agua ,
de pesada foi ao fundo.
Os peixinhos logo gritaram,
vá trabalhar vagabundo.

Belíssima
  • 0

#544 Liah

Liah

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 2.594 posts
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postado 26/11/2014 - 10:37

Amo a liberdade, por isso as coisas que amo deixo-as livres.
Se voltarem é porque as conquistei
Se não voltarem é porque nunca as tive.

Bob Marley
  • 1

#545 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 26/11/2014 - 15:05

“Aquele que se cega perante uma alegria
destrói a alada vida fugidia
Mas, aquele que a beija
enquanto em voo está
Na aurora da Eternidade viverá ”.

William Blake
  • 0

#546 Vic

Vic

    master

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPip
  • 869 posts
  • Gender:Male

Postado 26/11/2014 - 15:09


  • 0

#547 Callegari

Callegari

    insane

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPip
  • 1.430 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Paulo

Postado 28/11/2014 - 08:07

Imagem Postada
  • 0
▬▬▬▬ஜ۩۞۩ஜ▬▬▬▬

#548 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 28/11/2014 - 08:42

"Virando Wodwo

Despir minha camisa, meu livro, meu casaco, minha vida
Deixá-los, cascas vazias e folhas secas
Ir em busca de comida e de uma nascente
De água fresca.

Encontrarei uma árvore tão grossa quanto dez homens gordos
Água cristalina correndo entre suas raízes cinzentas
Bagos encontrarei, maçãs selvagens e nozes,
E chamarei tudo de lar.

Darei ao vento meu nome, e a mais ninguém.
A verdadeira loucura nos toma ou nos deixa nas florestas
na metade da vida de todos nós. Minha pele será
meu rosto agora.

Eu devo ser louco. Deixando a razão com os sapatos e a casa,
meu estômago dói. Cambalearei através do verde
rumo a minhas raízes, e folhas e espinhos e botões,
e tremerei.

Abandonarei as palavras para andar no mato
Serei o homem da floresta, saudarei o sol,
E sentirei silêncio brotar na minha língua
como linguagem."

  • 0

#549 Ricardo Sandre

Ricardo Sandre

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 4.542 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Pedro da Aldeia-RJ
  • Interests:Pesquisa científica da babosidade.

Postado 28/11/2014 - 12:08

Pensamento do dia:
Adoro poesia ....
Mas não de barriga vazia. :P
  • 0
Quanto mais eu conheço o macaco nu, mais admiro o chimpanzé.

#550 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 30/11/2014 - 21:20

Poesia da noite:

Lé com lé
cré com cré
um sapato em cada pé
insaciáveis são amantes :lol:
  • 0

#551 linho

linho

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 1.904 posts
  • Gender:Male

Postado 09/12/2014 - 09:44

Prezo insetos mais que aviões.
Prezo a velocidade das tartarugas mais que a dos mísseis.
Tenho em mim esse atraso de nascença.
Eu fui aparelhado para gostar de passarinhos.
Tenho abundância de ser feliz por isso.
Meu quintal é maior do que o mundo.
Manoel de Barros
  • 1
"É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos que se verificam todos os fracassos humanos".

#552 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 09/12/2014 - 11:07

Baião de Rua
Fagner

Olho de menino da cidade
Não demora sabe vadiar
Carro, geladeira, liberdade
Tudo chora pelo seu olhar

É um menino nú
Que brotou do chão
Perto do sinal
Perdeu a luz, pedindo pão

Quando a lua branca
Vai subindo aos pedaços sobre a construção
Eu fico sonhando em teus braços
E adormeço na televisão

Fica tudo azul
Quando a noite cai
Onde a vida vai
Até nascer o sol

Somos um, somos dois, somos três
No asfalto, somos quatro
Contra cinco
Somos sete, canivetes

Um biscoito pra nós oito
E um bilhão pro barão
Ô baião
do Brasil baião

Um anum, dois arroz
Três pedrez, pau no gato
Pé de pato, pé de pinto
Um pivete e sua gilete

Não tem bola, quero cola
Ô baião
do Brasil baião
Sabiá já voou, sumiu
  • 0

#553 Ricardo Sandre

Ricardo Sandre

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 4.542 posts
  • Gender:Male
  • Location:São Pedro da Aldeia-RJ
  • Interests:Pesquisa científica da babosidade.

Postado 09/12/2014 - 12:41

"Barriga vazia, não tem alegria
$em alegria, murchou a poesia

Poesia é coisa de burguesia
Que gosta da maresia ....

Pobre só é poeta
Se viver de dieta.

Não me venha com ironia
Passo muito bem sem poesia,

Quero é o meu prato de arroz,
O resto vem depois ..." :D
  • 0
Quanto mais eu conheço o macaco nu, mais admiro o chimpanzé.

#554 Liah

Liah

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 2.594 posts
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postado 09/12/2014 - 12:50

E ae Sandré :P

Comi pratos de arroz
Mas a fome não passava
Capinei de sol a sol
E a tristeza não findava
Ocupei minha cabeça
Tentando esquecer
O absurdo da existência
Sem quê nem pra quê
Não quero mais pensar
Senão, vou enlouquecer
  • 1

#555 Liah

Liah

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 2.594 posts
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postado 09/12/2014 - 14:46

À Memória de FLORBELA ESPANCA

“Dorme, dorme, alma sonhadora,
Irmã gêmea da minha!
Tua alma, assim como a minha,
Rasgando as núvens pairava
Por cima dos outros,
À procura de mundos novos,
Mais belos, mais perfeitos, mais felizes.

Criatura estranha, espírito irriquieto,
Cheio de ansiedade,
Assim como eu criavas mundos novos,
Lindos como os teus sonhos,
E vivias neles, vivias sonhando como eu.
Dorme, dorme, alma sonhadora,
Irmã gêmea da minha!
Já que em vida não tinhas descanso,
Se existe a paz na sepultura:
A paz seja contigo!”

(Poema de autor desconhecido encontrado no espólio de Fernando Pessoa)
  • 1

#556 Malta

Malta

    integrante

  • Membro
  • PipPipPipPip
  • 116 posts

Postado 09/12/2014 - 23:24

Sem iguarias...
zero caloria de aromas e sabores
por outras paisagens
uma onda contida em sua essência
se refaz
final desta onda de nomes e formas
Início de férias... feliz natal... :P
  • 0

#557 Liah

Liah

    demented

  • Membro
  • PipPipPipPipPipPipPipPip
  • 2.594 posts
  • Gender:Female
  • Location:São Paulo

Postado 18/12/2014 - 09:44

Cântico IV

Adormece o teu corpo com a música da vida.
Encanta-te.
Esquece-te.
Tem por volúpia a dispersão.
Não queiras ser tu.
Queres ser a alma infinita de tudo.
Troca o teu curto sonho humano
Pelo sonho imortal.
O único.
Vence a miséria de ter medo.
Troca-te pelo Desconhecido.
Não vês, então, que ele é maior?
Não vês que ele não tem fim?
Não vês que ele é tu mesmo?
Tu que andas esquecido de ti?

Cecília Meireles
In: Cânticos (1927)
  • 0




0 usuário(s) está(ão) lendo este tópico

0 membro(s), 0 visitante(s) e 0 membros anônimo(s)