Atik Yomin

“A prédica agradou demais / Mas todos ficam tais e quais!”

9 posts neste tópico

Antônio vai pregar na igreja
Lá não encontra quem esteja.
Ao rio resolve ir então
E aos peixes pregar o sermão!
 
Com suas caldas eles batiam,
E do sol à luz refulgiam.
 
As carpas com os seus filhotes
Aqui acorreram aos magotes,
Têm suas bocas bem abertas,
Como os ouvintes mais alertas.
 
Sermão como desse jamais
Esses peixes gostaram mais!
 
Os lúcios de boca comprida,
Que levam em brigas a vida,
Ligeiros nadaram um tanto,
Para aqui ouvirem o santo!
 
[Sermão como desse jamais
Lúcio algum se agradou mais!]
 
Também os de tipo incomum,
Os que sempre fazem jejum,
É dos bacalhaus, pois, que falo,
Aqui vieram escutá-lo.
 
Sermão como desse jamais
Bacalhau algum gostou mais!
 
Esturjões e finas enguias,
Que comem somente iguarias,
Se acomodam como convém,
A fim de o sermão ouvir bem!
 
[Sermão como desse jamais
A alguma enguia agradou mais!]
 
Tartarugas e caranguejos,
Tão lentos em demais ensejos,
Deixam o fundo em pressa louca
Para ouvir essa santa boca!
 
Sermão como desse jamais
Caranguejo algum gostou mais!
 
Os peixes grandes e os pequenos,
Tanto os mais nobres quanto os menos,
Mantêm a cabeça suspensa
Como uma criatura que pensa,
 
De Deus ao desejo acudindo
Ora vão o sermão ouvindo.
 
Mas assim que o sermão encerra
Volta cada um a ser o que era,
Os lúcios ladrões como dantes,
As enguias grandes amantes;
 
A prédica agradou demais
Mas todos ficam tais e quais!
 
Caranguejos inda recuam,
Bacalhaus gordos continuam,
As carpas mais comem ainda,
Do sermão a lembrança é finda!
 
A prédica agradou demais
Mas todos ficam tais e quais!

http://www.lieder.net/lieder/get_text.html?TextId=56424

 

 

quote-you-can-t-convince-a-believer-of-a

 

Fim de papo. (Determinismo???)

1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Alguém poderia me explicar mas q zorra é essa?:o

Moral da história: Antônio é esquizofrênico e esta prédica é uma meca. :P

Fim dos tempos ...

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Mas a água é grande

e a alma não é pequena

tendo a mente que lhe azucrina

Sendo o caos a sua sina.

 

Surge a voz de melodia complexa

de hipnótica incompreensão

 

Durante um tempo harmonioso

tudo e todo conscioso

ao ouvir, a paz se faz

mesmo sem entender a que jaz

 

E como de um sono tranquilo

se acorda renovado e renascido.

 

Continue a nadar, continue a nadar

A nadar, a nadar...

 

Doris

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Credo.

Tão tomando codeína demais é?

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
7 horas atrás, Max Delacroy disse:

Também não entendi bulhufas, só a frase do Carl Sagan.

 

já disse o que eu ia dizer

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Dãããããã~- voce não é peixe ôôôô mané! O sermão era pros peixe!

0

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar Agora