vitorhenriquelanjoni

Membro
  • Total de itens

    33
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

1 Neutral

Sobre vitorhenriquelanjoni

  • Rank
    novato
  • Data de Nascimento
  1. http://www.theepochtimes.com/n3/347860-are-birthmarks-connected-to-violent-death-in-past-life/ O que vocês acham sobre isso? Digam suas teorias, pontos de vistas ou hipóteses céticas e científicas
  2. Bom, como um cético chato como eu sou, não consigo descansar minha cabeça sem desbancar outras filosofias e crenças religiosas, até mesmo crendices e superstições. Meu novo ''alvo'' agora é o Budismo, por que? Por mais que gosto do comportamento dos budistas de serem preocupados com paz e não-violência, eu ainda sim tenho sérios problemas com as filosofias apresentadas por eles. 1- Conformismo perante o sofrimento alheio. É o básico na maioria das religiões, eu até já fui bem conformista perante o sofrimento. Esta atitude é tão egoísta, mesquinha e fria, que eu era cego em relação a isso. Se uma pessoa x está adoecendo e morrendo por velhice, sempre respondem as seguintes coisas: ''X é pecadora e Deus está punindo ela'', ''A geração passada de X pecaram, por isso X sofre'' (Cristãos, Hebreus e os Hebreus, ''É a mão cruel do destino'' (Para os Antigos Gregos e Nórdicos), ''Ele está atraindo isso pelos pensamentos dele'' ( Esquisotéricos, Ocultistas, New Age, e princesinhas da lei da atração) e neste caso ''É por causa do karma negativo da vida passada, X foi uma pessoa má''. 2- Que o Sofrimento, velhice, morte, doenças são causadas pelo apego ao prazer, que isso leva a separação de ego e bla bla bla. Como não consigo desenvolver essas duas questões e me aprofundar, eu gostaria de saber o ponto de vista de vocês em cima desses dois tópicos.
  3. Compreender metafisicamente a natureza da existência, daí surge mitos e hipóteses mirabolantes sobre.
  4. Ivan, você disse uma verdade porém cometeu dois erros: 1- Sim, não tem como ter certeza absoluta de nada. Para compreender a existência será complicado, pelo menos impossível para nós ainda. O erro que você cometeu foi comparar ceticismo pirrônico/ absoluto com ateísmo. Ceticismo pirrônico "acredita" que não tem como ter certeza absoluta de nada pois nosso cérebro é limitado. E ateísmo( não-teísmo) é "crença" em nenhum deus ou deuses. 2- "verdadeiro ateu" não existe. Fique atento na falácia do verdadeiro escocês
  5. Uma forma simples de tratar este contexto. O que espalha com força entrando no fundo de todos os seres humanos desde o nascimento e ainda misturados com anedóticas defeituosas de um cérebro que pode falhar muitas vezes, é a crença e supertição. O ser humano nasceu no medo e ilusões, eles sempre acreditavam em tudo que ouviam falar ou experimentavam. Se viam espíritos de seus pais ( quando se vê espíritos, normalmente é fruto de drogas psicoativas, problemas psiquiátricos, simples defeitos aleatórios e rápidos nas sinapses e até mesmo infra-sons que estimulam o cérebro) eles passaram a acreditar nisso, se conversaram com um Deus específico eles achavam que era realmente Deus. Se um esquizofrênico ouvia uma voz mandando matar um filho e essa voz se dizia Deus, é claro que o ''idiota'' acreditava. O medo apenas piorava tudo e qual foi o conforto? Vida pós morte, almas, espíritos, Deus, Espírito Supremo e qualquer outra fantasia. O que me surpreende é a explicação dos místicos, esquisotéricos e ocultistas para explicar o porque das religiões manterem seus ''internos'' juntos e querer espalhar. Eles diziam que era Egrégora (significa uma criação mental que mantinha os religiosos, grupos políticos e afins todos juntos e com sede de dominar o mundo). Como vocês acham sobre isso? O que explicaria essa atitude das crenças de se espalharem feito vírus e de manter todos seus internos juntos igual lavagem cerebral?
  6. Se ele apenas me chamar e mais ninguém, e disser tudo que subconscientemente quero ouvir. Vou desconfiar, já que será apenas uma alucinação, algo ilusório, uma anedota. Se ele disser para todos os humanos, e que tenha sido provado que não seja uma histeria ou alucinação coletiva. Aí não sei o que vou fazer
  7. Não importa o que o ser humano acredita, com o passar do tempo tinhamos a necessidade de acreditar em fantasias: " Somos o centro de tudo", " Somos os co-criadores de tudo", "Percebemos tudo, somos os observadores de tudo, física quântica prova" ou mesmo " Assim como é embaixo é em cima, somos o minúsculo do universo, peças importantes". Sinceramente, vivemos um universo imerso no acaso, que nasceu do acaso, surgimos em um pedaço de rocha, magma e água ao acaso, evoluímos de seres microoscópicos que nasceram ao acaso e por fim nos tornamos o que somos ao acaso. O ser humano sente medo de que nossa existência tenha sido inválida, de que ao morrer tenha sido esquecida. O medo de sermos esquecidos e que não exista alma, espíritos e vida pós morte( e não existem). O que somos? Acaso
  8. Dawkins disse isso: Religião é como um vírus Certo, eu concordo, porém procuro uma explicação do por que da religião, supertição e fábulas se espalharem desta forma. Por que elas necessitam de se espalhar? Poder? Controle? Ela se espalha pois deseja que nada disso que o "paciente zero" acreditou tenha sido nada mais que auto-ilusão e mentira? E o que explicaria a "vontade" da religião de manter seus "contaminados" em grupo?
  9. http://g1.globo.com/ac/acre/noticia/jovem-deixou-14-livros-escritos-a-mao-e-criptografados-antes-de-sumir-diz-mae.ghtml?utm_source=facebook&utm_medium=share-bar-smart&utm_campaign=share-bar Gostaria de discutir sobre esse suposto jovem ''sábio'', que muitos alegam com fábulas que era ''reencarnação de Giordano Bruno'' e que seja ''evoluído''. Parece que ele foi fruto de uma lavagem cerebral muito rígida de algumas idéias de alguns filmes e até mesmo do anime Fullmetal Alchemist
  10. Pessoas, eu recentemente conheci um suposto ''empresário'' que se auto-considera o dono da verdade da lei da atração (já desmistificada por cientistas sérios) e aplicando técnicas pseudocientíficas. Gostaria de saber o que vocês acham sobre ele, em uma discussão séria, porque sinceramente: Brasil está perdido https://marcostrombetta.com.br/