AMH

Membro
  • Total de itens

    331
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    2

AMH last won the day on November 4

AMH had the most liked content!

Reputação

39 Excellent

1 Seguidor

Sobre AMH

  • Rank
    experiente
  • Data de Nascimento

Profile Information

  • Gender
    Male
  1. Os livros de Kardec são interessantes, especialmente quando se cruzam com os Evangelhos. O Espiritismo enquanto doutrina ou filosofia. O resto é um filme de horror barato.
  2. A burrice é tanta que só te pergunto (aleatoriamente e de nível fácil): e a alma, é a Pneuma dos Pitagóricos ou a de Platão?
  3. Claro. Bem me parecia. Um papagaio que diz o que lhe apetece sobre um espantalho que colocou no lugar que é de "Deus"... vale tudo... por sorte, esse que chamas de "Deus" nem te telefona, sequer. Ouvires-lhe a voz, conheceres a personalidade, etc. O teu Deus é o vácuo. Igual a qualquer ateu.
  4. Deus é uma simples abstracção para ti, que não tens conhecimento nenhum Dele. És uma espécie de panteísta ou adepto de uma bruxaria mística do género qualquer. Qualquer dia apresentam-te o budismo e tu mudas os móveis para lá. De Deus, zero. Mulheres, idem. E ainda vens criticar os ateus com essa história mal contada do nada??? Deus é tudo, Deus é nada, poças, já tenho a cabeça a rodopiar de tanto vazio argumento. Ojectivamente, Deus, para ti, não existe. Porque ser tudo é a melhor forma de ser nada. A verdade, a ser, é verdade em todo o lado. Mas é só Uma. Respeito lógico. Além disto, esse afã segregacionário [fêmea supostamente mais burra, macho mais brilhante] com que tens pautado a tua presença neste tópico, generalidades de pacotilha, só me atrai na medida do vômito, já que não aprecio homossexuais.
  5. É bem melhor ganhar pontos com mulheres do que com homens. Se queres pontos de homens, tens um tópico aqui no fórum: entitula-se de «Homossexualidade». E não se percebe, não se percebe de facto porque o Edgar não me respondeu àquela mensagem em que digo que Deus é uma mulher... na tua cabeça é um homem super-inteligente, não é?
  6. E se eu te disser que Deus é uma Senhora? E se eu te disser que quando começamos a caminhar sobre dois pés, a aprender a falar, em suma, a acreditar em Deus, o homem só tinha validade para a fêmea enquanto protecção física do clã, para acasalar, e para ir buscar comida? Sabias que Deus é uma Senhora, Musa inspiradora da inteligência superior (com e sem itálico) do homem, útero que divide, que gera a Vida? Sabias que Deus é uma Senhora Bruxa e Mágica montada numa vassoura, que enfeitiça homens como tu, cegos?...
  7. Vais levar na cabeça, e muito, prepara-te. Não sei o que ser mais bravo e exercer uma posição dominante signifique, mas superioridade não é, de certeza. Essa palavra, Superior, fica mal... é humilhante.
  8. Se há coisa que me apetece associar a ateus é, apenas, a falta de cultura. Nem ler sabem... Se não fosse universal, e não um defeito ateu, diria que encaixava que nem uma luva... mas o defeito continua lá: desde quando associei ateus a drogados??? Meu Deus, por vezes penso que a malta brasileira escreve, fala e sente em português, mas vive num cosmos à parte. Deficitário ou apenas diferente? Quando for aprender para Rincões de Minas com a Ypatia, logo logo, dou resposta.
  9. Um dia destes, a Livia acorda a pensar em Deus. Preparem-se, colegas do fórum, para perder uma adepta do bem para o lado do mal.
  10. Sim, é de debate. Acho que é o propósito principal de um fórum. Os livros também são formas de viajar.
  11. O texto deste tópico, originalmente, publiquei-o no meu blogue https://lechaisethnicraft.wordpress.com só depois pensei em publicar aqui. Tem um tom muito pessoal, admito, para um fórum de «debate».
  12. ...não, Deus não é assim. Deus não tem nada o que perdoar a quem, simplesmente, não O vê. Felizmente Deus tem um sentido de humor genial, porque basta a Sua vontade para que o vejas, da forma mais inesperada...
  13. Quais são as escolas de referência em Rincões? Suponho que já estás na biblioteca, à minha espera, para me ensinar.
  14. Modéstia usa-se em Rincões de Minas, não é, enfim?