DSD

Membro
  • Total de itens

    137
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    2

DSD last won the day on July 20

DSD had the most liked content!

Reputação

49 Excellent

Sobre DSD

  • Rank
    Tempus edax rerum
  • Data de Nascimento

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Interests
    Vinho e tristeza.
  1. Lembra da regra @Stan vídeo só com menos de 5 segundos
  2. Pois é, essa ideia pega muito bem quando a gente aplica ela na classe média, mas quando a gente trás isso pras favelas e bairros carentes, onde a polícia só fica do lado de fora assistindo, aí vira um caos. Eu sou totalmente contra o armamento da população, mas aqui no Brasil eu acho a ideia de armamento um absurdo, pra mim isso é uma total descompreensão da nação em que vivem, só vai aumentar o número de homicídios, a omissão policial e por consequência fortalecer ainda mais as facções criminosas que dominam as favelas.
  3. Que tem o seu apoio eu já entendi, agora eu gostaria que você me provasse realmente que sua ideia de emancipação pode realmente melhorar os estados do sul e qualquer outro estado do Brasil. Ninguém quer ver uma guerra, ou um estado afundado na miséria, mas tem que entender que um fator acarreta outro descontroladamente, por isso é necessário saber com antecedência no papel se essa ideia realmente se sustenta, porque depois se os estados do sul caírem numa crise econômica gigantesca, todo mundo vai ficar de longe olhando o circo pegar fogo de braços cruzados, um exemplo é a Venezuela, não cumpriu os acordos e já tomou um pé na bunda do Mercosul, então presta atenção no que você está defendendo. Pelo pouco que eu andei pesquisando, vi que o único estado que pode sair ganhando nessa brincadeira de emancipação é São Paulo.
  4. Já não basta o Brasil ter se tornado um Ctrl C + Ctrl V mal feito do EUA a partir da proclamação da república, e esse cara ainda quer reforçar isso trazendo as ideias mais imbecis que os americanos já tiveram, como armar a população, sendo que nem a polícia militar está armada direito. É de uma tremenda estupides ver uma ideia dando certo num país desenvolvido e querer trazer ela pra cá, achando que vai dar certo aqui, sendo que aqui nem o mínimo o estado consegue cumprir.
  5. "A pesquisa foi feita entre os dias 1 e 16 de outubro, conversando com cerca de 1000 brasileiros"...num país com cerca de 200 milhões de habitantes, eles fazem uma pesquisa com 1000 e já definem que todos são idiotas, idiota mesmo é quem leva essas pesquisas a sério. Um brasileiro tem a mesma capacidade intelectiva que qualquer outro residente de qualquer outra nação, talvez tenha menos recursos e condições de aprendizagem, mas a capacidade de obter informação é a mesma. Uma coisa que eu venho notando é que países desenvolvidos tendem a supervalorizar outros países desenvolvidos e olhar para os subdesenvolvidos como se fossem coitados tentando ser algo no meio de gigantes. Existem pessoas idiotas tentando aparecer em todos os cantos do mundo, na minha opinião, o brasileiro coloca a própria cultura e as coisas que são produzidas aqui dentro e segundo plano e abraça muito o que vem de fora, e olha que eu acho o patriotismo uma enorme idiotice... então ele abraça a idiotice pra tentar transparecer no mundo, vai pras redes sociais e criam uma corrente de brincadeiras ridículas e piadas desrespeitosas para chamar atenção do resto do mundo, e os próprios integrantes fazem com que ela pareça extremamente eficaz, e ainda se convencem que tal bobagem é liberdade de expressão. De fato é uma pena pois rebaixa nossa cultura e nossa produção intelectual a pó, e transforma tudo em bunda, carnaval e violência.
  6. filosofia

    Sim, o homem é causador do próprio mal, e essa causa é transmitida atrás da sociedade, que é composta por seres pensantes, é nesse momento que nossos pensamentos se cruzam. Não há como viver fora da sociedade, porque ela não permite que você viva fora dela, e no momento que você se recusa a cumprir suas leis vigentes e códigos de conduta, ela automaticamente reprimirá você, um exemplo? deixe de trabalhar que você irá morrer de fome debaixo de uma ponte, e isso é muito diferente de uma alcateia de lobos, ela só é o que poderia ser, milhares de anos se passaram e se passarão e elas continuarão a se organizar da mesma forma. Logo percebemos que nós, seres pensantes, construímos um cativeiro para aparatar seres pensantes que conseguirem manipular ou criar meios de manipulação para o resto da massa, e que é quase impossível de se dissolver, pois a própria massa trata de fornecer manutenção a seus próprios meios de manipulação, isso ajuda a explicar o porquê do Neymar ganhar milhões para chutar uma bola, e um homem que entra numa universidade, estuda por anos para se tornar um cancerologista, dedica sua vida a trabalhar com pessoas portadoras de tumores malignos e não recebe milhões, dificilmente recebe prêmios, e quando recebe não é louvado como "o melhor do mundo" e consequentemente não é reconhecido ou adorado pela sociedade como deveria.
  7. filosofia

    Na verdade não existe liberdade nenhuma nisso, pois a sociedade é a verdadeira aprisionadora, ela não é e nunca foi composta de uma forma que melhore a convivência dos seres humanos. A religião não serve para aprisionar ninguém, ela serve como um analgésico criado involuntariamente pelo próprio ser pensante para o desgaste físico e mental que o mundo produz nele, óbvio que sofreu forte adulteração em prol da exploração e alienação, mas esse não é o tema da discussão. No momento que nos deparamos com a sociedade e suas imperfeições, sofremos um enorme desgaste afetivo, já que para suprir nossas necessidades que estão em nossa natureza e que vão além dela, precisamos nos encaixar nesse bloco social e seguir suas leis de conduta, logo percebemos que a resposta metafísica de que falei entra como um certo "pilar" para auxiliar para o ser pensante dar propósito a própria existência, é difícil levantar cedo de casa pra trabalhar e quando um carro passa rapidamente na sua frente, você ter que lidar com a ideia de que todo o seu esforço simplesmente poderia desaparecer em um instante, é difícil pra muitos olhar para sua vida miserável de ter que trabalhar, ganhar pouco dinheiro, poder custear poucos prazeres para si mesmo, lidar com doenças desagradáveis, ter uma vida desagradável com quase nenhuma felicidade e sim vários contentamentos, perdas, tristezas e vazios, como lidar com tudo isso? além do mais, como justificar tanta desgraça histórica? como olhar pra um mundo e uma história composta por ambição e injustiça e perceber que isso é apenas o que poderia ser? afinal de contas nem quem está no topo da pirâmide da sociedade, sendo na idade média, como monarcas e senhores feudais ou hoje com lideres eleitos e empresários, consegue estar completamente livre, todos estão presos a responsabilidades e afetos, e é olhando por esse aspecto que podemos perceber o porquê da crença ser tão massiva na sociedade, pouquíssimas pessoas que conseguem conviver numa sociedade tão inconsistente em seu propósito final sem ter um argumento metafísico para poder dar sentido para essa desordem, pois se você parar pra pensar, quando se liberta da religião, logo percebemos que a vida é chata, não se têm muito para fazer, não há muito que pode ser mudado, que todo conhecimento é pouco. Eu não vejo o ateísmo como uma ponte para a liberdade e felicidade, porque quanto mais você limpa seus olhos pra ver o mundo, mais triste você vê que ele é, e também é claro que é uma enorme libertação da ignorância, mas numa sociedade tão injusta e numa vida tão limitada, ser ignorante é afetivamente mais vantajoso pra muitas pessoas, tem gente que consegue atingir plena felicidade vendo o mundo como ele é, eu infelizmente não sou uma dessas pessoas, mas como você disse, é tudo uma questão de ponto de vista.
  8. Eu nunca fui fanzão do linkin park, mas sempre achei as músicas bem bonitas, como não falo inglês e não sei exatamente do que as letras se tratam, não sei que tipo que sentimento eles tentavam transmitir, mas minha namorada que é muito fã diz que eles faziam composições e letras de certa forma positivas. Bem, a tristeza é sempre algo continuo, a felicidade vai e vem, mas a tristeza está sempre ali, como já dizia Spinoza, a tristeza é a morte em vida, cada vez que entristecemos, morremos mais um pouco em nós mesmos. Um fato interessante a ser citado é que vemos muitos músicos que tentam passar energias positivas e de superação acabam se suicidando, como aquele vocalista do Charlie Brown Jr, mas outros como Ozzy Osbourne, que sempre preservam enorme tristeza e melancolismo em suas letras, estão aí vivos, no final podemos concluir que letras bonitas e livros de auto ajuda, não servem de nada... se não aprender a conviver com a tristeza, ela te leva do mesmo jeito. Quem mais consegue enxergar o mundo como ele é, mais chances tem de suportar ele. Depressão é uma doença muito estranha, tem lacunas sentimentais que não podem ser preenchidas com nada.
  9. filosofia

    O homem não foi feito para a felicidade, como já disse Kant, mas todo homem busca a felicidade. Um passarinho não deseja saber porque ele tem asas e voa ou se sequer existe um porquê para isso, já o ser pensante sim. Desde que começou a pensar o homem se depara com a aleatoriedade do mundo e por consequência com o ineditismo que isso produz, logo o mundo se torna insuficiente pro ser pensante, pois sua natureza não é suficiente para suprir suas vontades e suas dúvidas, e essas dúvidas que não podem ser respondidas e vontades que não podem ser saciadas geram angústia no ser pensante, e logo ele necessita de uma resposta metafísica para preencher essa lacuna que fica dentro dele. Ta bom, mas aí você diz: "Isso se aplica a milênios atrás, com o desenvolvimento da ciência e da filosofia, hoje nós não temos respostas para todas as perguntas, mas conhecemos a complexidade do universo, deus não é mais necessário, por que ele se aplicaria no mundo moderno?", simples ele acredita que nasce e morre por um motivo, ou seja a resposta metafísica faz o ser pensante acreditar que sua existência tem um propósito e isso lhe trás mais um "conforto mental", por exemplo, quando está atravessando a rua e um carro passa bem rápido na sua frente, logo vem a sua mente: "deus achou que não era a minha hora", ou seja toda essa parafernalha metafísica criada pelo ser pensante é uma forma dele dar sentido a algo que não tem sentido, mas por que num mundo onde a compreensão da matéria está ao nosso alcance? lembra da angústia? então, no momento que o ser pensante percebe que o mar não existe pra que nademos nele, as arvores não florescem numa época do ano para trazer perfume ao nosso nariz, que o vento não vem até nós para nos trazer oxigênio, e sim nós que nos adaptamos para captar ele no ar, que ele simplesmente nasceu por uma série de casualidades que vieram acontecendo que se alguma delas fossem interrompidas ele não existira, que se o carro simplesmente passasse por cima dele, seria o fim de sua existência, no momento que ele percebe que nada tem um propósito e que os acontecimentos no universo são tão aleatórios quanto uma roleta girando sem saber no que ela vai parar, a angústia retorna ao ser pensante, ele novamente se vê perdido no no mundo, e ele vê que as respostas que ele buscava não respondem nada, então ele precisa de sua resposta metafísica para novamente, trazer sentido a sua existência, para acreditar que ele nasceu por um motivo, a vida é muito mais fácil quando se acredita em deus, pois você pode fornecer uma resposta imprecisas pra qualquer questão exuberante do universo. Tem pessoas que conseguem lidar com esse vácuo, outras não...a crença nunca vai deixar de existir, porque a ciência e a filosofia não trazem respostas felizes ou precisas.
  10. Seu argumento bate no barrigão de cerveja do kim-jing-jon-jai-jon-ju-jai-ju e volta
  11. Bom, acho que ambos já deixamos nossos pontos de vista bem claros, existe uma enorme discordância entre nós, e já estamos repetindo várias vezes a mesma coisa e isso já está nos irritando, então estou deixando a discussão. Só para deixar claro, entendi perfeitamente o seu ponto de vista @lonewolf , faz bastante sentido, mas eu não concordo totalmente com ele. A discussão foi boa, me fez pensar bastante no assunto nas últimas horas.
  12. Provavelmente sabem pouquíssimo, e o que devem saber deve ser mentira ou distorção da verdade, pra manter o povo sob o regime deve ser necessário mentir muito. Ninguém deseja o mesmo, mas cada nação tem um histórico diferente que justifica os dias atuais. Quantas vezes eu vou ter que repetir que eu admito que existe repressão na Coreia do Norte? Parece até que eu to dizendo que lá é um país livre e todo mundo vive do jeito que quer e só não se manifesta porque ama o governo e o estilo de vida que ele obriga as pessoas a terem, eu não estou dizendo isso, eu não estou dizendo que não existe repressão por parte do governo, não estou dizendo que todo mundo está satisfeito vivendo encima do regime, não estou dizendo que as pessoas que o governo permite se manifestarem estão dizendo a verdade ou sequer estão satisfeitas com o governo, dá pra entender isso pelo menos? toda hora tenho que batendo na mesma tecla. Bom, eu não sei se você está se referindo a mim, porque cada um lê o que eu posto e entende da maneira que quiser, se está se dirigindo a mim, por favor, seja mais direto.
  13. Você quer ver liberdade de expressão num país governado por uma ditadura militarista? o máximo que se pode esperar de um país como a Coreia do Norte são multidões nas ruas reivindicando direitos e por consequência sendo reprimidos pelos militares, e disso a gente nunca ouve falar, como que todo país que vive uma calamidade financeira vai pra rua e bate de cara com soldados armados, mas na Coreia ninguém se manifesta? Nunca na história o povo se deixou levar pela miséria, como na revolução francesa que levou a queda de Luis XVI ou na queda de Nicolau II, ambos absolutistas, e até aqui no Brasil durante a ditadura ,nunca se viu um povo ficar completamente sentado assistindo a repressão e a exploração, mas Cuba e a Coreia do Norte conseguem fazer repressão perfeitamente, sem deixar rastro de revolta, todos nascendo e morrendo na pobreza e no medo, sem nunca sequer levantar um dedo para questionar o governo, sem nunca haver uma pessoa para influenciar os demais a lutar... Eu não acredito que todos os norte coreanos esteja satisfeitos com o seu regime, e talvez ninguém goste dele de fato, mas se não aceitassem não haveria tanto silêncio, e mais um vez eu ressalto que reconheço que há uma fortíssima repressão do governo sobre o povo que o impede se expressar.
  14. Sim, isso já acontecia muito antes de Jong-un, agora vem acontecendo com mais frequência, talvez por conta das frequentes ameaças nucleares.