DSD

Membro
  • Total de itens

    252
  • Registro em

  • Última visita

  • Days Won

    6

DSD last won the day on August 24

DSD had the most liked content!

Reputação

93 Excellent

1 Seguidor

Sobre DSD

  • Rank
    Tempus edax rerum
  • Data de Nascimento

Profile Information

  • Gender
    Male
  • Interests
    Vinho e tristeza.
  1. No meu tempo de ensino médio, eu batia no peito pra dizer que era ateu(adolescente, sabe como é), dizia pra todo mundo sem medo, e a coisa que eu mais ouvia de tudo que era gente era: "você tem que acreditar em alguma coisa". A pouco tempo fiz um curso, quando já estava na metade se iniciou uma conversa sobre ateísmo, um rapaz falou que era ateu porque não tinha certeza se deus existia. Daí eu fiz umas explicações a ele, mostrando o porquê do pensamento dele estar errado e por consequência revelei que era ateu, e isso meio que causou um estranhamento na turma, porque ninguém sabia o que era um ateu de fato, e depois que eu me dispus a explicar, todos estranharam e acabou virando piada, uma menina que era mais séria disse: "É por isso que vou a igreja, para não me deixar levar por coisas mundanas". Bom, o que deu pra mim concluir disso tudo é que as pessoas dependem muito de suas crenças para determinarem suas opiniões, a religião serve como uma enciclopédia imprecisa pra pré-determinarem tudo que é certo e errado na vida delas. E isso acarreta ao preconceito, ninguém quer de fato entender a mente de um homossexual ou ateu, a pessoa prefere se apoiar numa ideologia prévia para tirar sua opinião, como se não quisessem aceitar a diferença ou tivessem receio de encarar a razão. É óbvio que existem mais fatores que acarretam esse fanatismo, mas isso é uma coisa que eu notei na sociedade.
  2. Não sou da época, conheci o Enéas muito tempo depois dele ter morrido, mas posso dizer que gosto muito do que ele representava, era um homem muito inteligente e tinha planos e metas bem esclarecidos para melhorar o país. Tinha um nível de virtuosidade tão grande que dava para perceber que certas coisas ele dizia e fazia apenas para deixar sua imagem mais adequada ao senso comum, como dizer que não era ateu ou participar de um programa que nada tinha haver com sua personalidade(pânico na tv). Não há como saber se ele seria um bom presidente de fato, mas ele mostrou que tinha propensão para o cargo. Uma pena ter sido desprezado e ridicularizado pela população por seu estilo, não que fosse um problema rir do estilo dele, eu também rio muito, mas vejo que a maioria não sabia ver o livro além da capa. Isso nos mostra como a população em sua maioria não sabia escolher seus representantes e ainda não sabe, vão muito pela imagem que a pessoa representa e pouco pelo que ela é o o que ela propõe, colocando encima ainda a questão do partido. Adoro essa fala dele:
  3. Não e Não. A China defende seus próprios interesses, que muitas vezes coincide com o apoio ao regime Juche. A Coreia do Norte confiava na União Soviética, que de fato protegia e dava reforço econômico a países pobres de ideologia comunista como a Coreia do Norte de forma a tentar sustentar seus aliados durante o período da Guerra Fria. Com a queda da União Soviética o regime norte coreano perdeu seu maior aliado, e temendo ser engolido pelos EUA que já tinha o sul da península, iniciou essa corrida armamentista acreditando que irão por medo nas potências estrangeiras que eles consideram perigosas para o regime e a população como os EUA e o Japão.
  4. É altamente provável que aconteça uma guerra quente, pois a fria já está acontecendo. A China é aliada da Coreia do Norte pois vive em um regime socialista(no papel) então é do interesse dela que a Coreia do Norte permaneça em sua ideologia Juche. Como a China tem uma série de acordos monetários com as potências, ela tenta se fazer parecer um aliado pacifista a Coreia do Norte, caso estourasse uma guerra nuclear provavelmente a China iria intervir a favor do regime Norte Coreano por uma série de fatores, que vão desde uma imigração descontrolada de refugiados da coreia(tanto norte quanto sul) para o território chinês quanto para tentar barrar ocupação do estado capitalista, já que no caso de de uma muito provável derrota Norte Coreana, os EUA tomariam conta da península coreana inteira, o que não é o desejo da China e nem da Rússia. A Coreia do Norte é o resultado de um enorme trauma de guerra que veio de desenrolando durante o século XX, portanto, vale ressaltar que Kim Jong un não é o regime e muito menos Coreia do Norte inteira, existe muita gente ali que provavelmente alimenta a cabeça do Kim a favor de testes nucleares, e que existem civis que não podem ser simplesmente sacrificados por causa dos caprichos abusivos do regime de seu país. Vejo que você não sabe muito sobre a Coreia, então deixo aqui uns links de wikipédia e vídeos que vão te deixar um pouco mais inteirada no assunto: História da Coreia Ocupação Japonesa da Coreia Divisão da Coreia Guerra da Coreia Conflito Coreano Vídeos: História das Coreias Corrida armamentista da Coreia
  5. Não, o ser humano é ambicioso e destrutivo quase que por natureza, já que apenas os seus instintos não são suficientes para suprir suas vontades. O capitalismo apenas coloca o poder aquisitivo diretamente na mão daqueles que tem potencial de manipular a massa populacional com a produção intelectiva e a produção de distração(que os liberalites chamam de riqueza). O ser humano sempre geriu o planeta com esse intelecto ambicioso, só que antes era mais fácil de se manipular a massa populacional, e por consequência a distração era concentrada na mão de menos pessoas. Para constatar isso você não precisa voltar há três mil anos e analisar as características do povo egípcio, basta pegar o Brasil desde sua criação. Com a dissipação da informação e do conhecimento, fica cada vez mais difícil concentrar toda a distração na mão de poucos, e é ai que o capitalismo entra, oferecendo a mentira de que "todos podem ter tudo", infelizmente esse sistema econômico desigual acaba que dissipando distração o suficiente para manter determinados núcleos da população satisfeitos ou contentados, e enquanto houver matéria prima para ser transformada em distração o socialismo se torna inviável, já que o capital permanecerá ganhando força e ninguém vai abrir mão dos trocados da conta poupança. Vou dizer porque esse conceito não vai funcionar com uma simples questão, vamos supor que você passou os últimos cinco anos economizando pesado para comprar um carro novo, e depois de passar todo esse tempo você juntou dinheiro suficiente pra financiar 50% do valor do carro, aí você viu uma série de notícias sobre os acontecimentos no México e apareceu uma campanha pedindo ajuda financeira para ajudar na reconstrução de moradias para a população. Você abriria mão do carro que você passou cinco anos sonhando em ter para ajudar os mexicanos? Mas aí você é daquele tipo sacana que gosta de ferrar minha analogia dizendo "Ah, eu doo na hora" então pense em uma tradicional jovem brasileira da classe média, que tem aquele ciclo social que exige um determinado status para a convivência ali dentro, para isso são necessárias coisas como um celular de quatro mil reais, daí pensemos juntos, será que ela vai abrir mão de um celular de quatro mil para alimentar crianças mais pobres? Pois é, pega essa mesma linha de raciocínio e aplica em todas a classes sociais de todo o mundo. A paz mundial é muito fácil, mas ninguém quer. Acredito eu que o socialismo esta fadado a vencer essa batalha de regimes econômicos, já que a matéria prima não vai durar para sempre e essas explorações espaciais em busca de novas fontes de matéria ainda são apenas um promessa. O socialismo não depende de exploração abusiva de recursos naturais ou de aprimoramento de distração para manter a força do capital ativa, ao contrário do capitalismo em que a força do capital esta concentrada na transformação de matéria prima para suprir interesses individuais. Provavelmente o mundo será socialista um dia, mas não antes do capitalismo consumir tudo. O que é uma pena, já que se fossemos mais racionais, poderíamos ter um regime capitalista muito mais consciente o que faria a sociedade progredir por milênios.
  6. Essa é uma discussão muito ampla, tem várias áreas a serem discutidas. Acho que em países como o Brasil, infelizmente, é necessário a implementação da pena de morte para crimes hediondos. Já que os órgãos de segurança estão falidos, um número de criminosos altíssimo e as prisões estão tão superlotadas que não há condições nem de abrigar normalmente os presos, quanto menos tentar reintegrá-los na sociedade. Isso diminuiria a população carcerária e o número de crimes deste escalão por conta da punição pesada que seria consequentemente proferida. Para casos de pedofilia, que é considerada como doença, deveria ser oferecida a opção de tratamento para que a pessoa que identifica a doença em si mesma e que ainda não cometeu tal crime possa buscar se tratar. Com esse governo constituído por políticos em sua maioria despreparados ou corruptos e esse poder judiciário incompetente eu duvido que isso possa ser implementado.
  7. Como assim? ir numa exposição que não expõe nada? Isso é claramente um insulto ao cidadão de bem, ao bom cristão, ao trabalhador, aos heterossexuais, ao Neymar. Só aqui no Brazil mesmo #Bolsonaro2000eNunca.
  8. Com o regime econômico atuante não dá para se esperar menos, esses acordos são mais uns disfarces para agradar o ambientalismo, porque na hora que alguém sofre prejuízo econômico, dá logo um jeito de pular fora ou não cumpre quase nada do que foi proposto, igual ao Protocolo de Quioto que já está pra fazer vinte anos e não se vê quase diferença nenhuma desde a época que foi feito, e que os EUA então governado por George Bush, também não corroboraram com a desculpa de que isso afetaria a economia norte-americana. Trump está fazendo justamente o que se esperava dele, ele não se elegeu fazendo promessas de paz e conservação ambiental. Capitalismo é assim, o meio ambiente nunca será colocado acima do capital.
  9. O governo do Brasil é um desaproveitador de verba pública nato, financia os mais absurdos projetos, que vão desde gastos exorbitantes com iluminação natalina no fim de ano, até a construção de um porto em Cuba. Essa lei tem um projeto interessante, mas é aplicada de forma errada para a área errada, poderia ser direcionada para a uma melhor estruturação da área urbana, podendo também agregar no meio cultural como o grafiti, praças públicas ou eventos que sejam do agrado da população, ou financiar pesquisas universitárias, que necessitam muito de financiamento e tem muito pouco, com essa crise e esse corte gigantesco de verbas, poderiam direcionar esse dinheiro para as universidades. Agora, Financiar projetos para pessoas que já ganham dinheiro ou que podem conseguir sozinhas eu acho muito besta, se bem que a intenção de quem financia muitas vezes é lucrar com isso de alguma forma, como o tal filme desse youtuber, enfim, mais uma vez o governo brasileiro provando que sabe jogar dinheiro fora. Aposto que se por algum "milagre" Lula for eleito em 2018 ele vai querer dar uma de Evo Morales e construir um museu para homenagear a si mesmo.
  10. Dou muitas risadas com os vídeos dele, principalmente com as brigas que ele cria com o Pirula. Ele fala com um ar de superioridade tão grande em seus vídeos que parece até um professor de Harvard que venceu o Nobel de literatura ... Ele é um youtuber conservador de direita e seguidor cego de Olavo de Carvalho que faz sua fama no youtube principalmente gerando brigas com youtubers dos quais ele não vai com a cara e falando mal da esquerda, do que tende a esquerda e do que não simpatiza com a direita. É uma pessoa dotada de empáfia e arrogância que se acha dona da verdade. Bom, é só isso... Ri muito, achei esse aqui também: http://desciclopedia.org/wiki/Olavo_de_Carvalho
  11. Por incrível que pareça não causa, encontraram 51 milhões num apartamento e ninguém se comoveu desse jeito...
  12. Depois da repercussão que gerou eu achei certo fechar, não porque foi ofensivo ou coisa do tipo, mas porque poderia gerar revolta que resultaria em destruição. Como havia conteúdo de cunho sexual e explícito na exposição, acho de uma incompetência e irresponsabilidade absurda da parte da administração da exposição não colocar uma faixa etária para poder ver a exposição, mais absurdo que isso é acreditar é escolas levaram alunos para ver, é quase ridículo. Agora falando da exposição em si, a "arte" contemporânea é assim, é feita pra causar impacto nas pessoas mesmo, é quase como uma música em que a letra é composta por metáforas, é importante saber o que a pessoa que escreveu queria dizer com aquilo. Existem tantos problemas que requerem mais a atenção da população acontecendo no Brasil e afora que a maioria nem liga.
  13. Eu via que era perceptível que ela mostrava interesse pelos assuntos, não diria que ela desejava aquilo, pois como eu disse ela tinha uma convicção de que aquilo era errado. Interessante é se perguntar que se não houvesse tal criação, será que ela buscaria aproximar-se de coisas das quais ela acreditava que eram erradas ou antiéticas? Não haveria como saber se ela seria mais feliz, mas com certeza ela estaria buscando fazer o que lhe agrada mais.
  14. A resposta pra todas essas perguntas é simples: Se não trabalhar, não come. A vida dentro da sociedade em que vivemos não tem muito para nos oferecer, é apenas estudar, trabalhar, produzir, conviver. Ninguém finge que estar insatisfeito é normal, de fato estar insatisfeito é normal. Pouquíssimas são as pessoas que se sentem completamente realizadas com a vida que tem, pouquíssimas são as pessoas que conseguem brilhar dentro da sociedade. Se a vida de mochilero fosse boa, todo mundo ia querer largar seus empregos e passar o resto da vida andando de um canto pro outro, mas não é assim. Quem não queria uma vida de pirata como a mostrada na saga de filmes Piratas do Caribe, em que ficamos navegando de um lado pro outro bebendo, cantando e transado, @Stan que o diga, mas infelizmente não é assim. A vida é de fato entendiante para a grande maioria, e permanecerá sendo assim.
  15. Bem, para deixar mais claro o que estou propondo vamos a um exemplo: Durante minha infância eu era vizinho de uma família evangélica fortemente conservadora, fiquei "coleguinha" na filha mais nova do casal, já que estudávamos na mesma escola, enfim, papo vai, papo vem, e uma coisa que eu percebi é que ela era uma menina extremamente retida aos seus desejos por conta de sua criação, dava pra perceber que ela adorava bijuterias, principalmente brincos, mas não usava, pois a família não permitia, eu conseguia ver que ela gostava de capoeira, mas o evangelismo prega é o candamblé e suas vertentes endeusa espíritos satânicos, então ela se afastava e quando eu a questionava sobre isso, ela negava quase que se irritando, então percebi que mesmo que ela gostasse de bijuterias e cultura africana, ela tinha uma forte convicção de que aquilo era errado e inadmissível aos seus costumes. Depois de contar essa historinha toda, podemos perceber que a criação que a "coleguinha" teve influenciou drasticamente em seus desejos, é deste tipo de doutrinação que eu me refiro, a forma de criação e o ciclo social da pessoa influência em seu questionamento moral, e muita vezes isso vai além de um gay atrás do armário, toda essa combinação de criação e ciclo social faz a pessoa acreditar que o que ela realmente quer é errado(existem coisas que são de fato inadmissíveis dentro da sociedade, como o estupro, molestação, e etc, mas acho que está bem claro que não estou me referindo a isso.), logo percebemos que essa questão vai muito além de uma busca natural pelo sexo oposto. Claro que eu posso estar completamente equivocado, já que uso como base a antiguidade, pode ser que se chegarmos a um ponto em que o homossexualismo seja completamente aceito e esse tipo de relação afetiva não aconteça, já que a cultura da sociedade mudou muito desde a antiguidade. Enfim, mais uma daquelas questões que tem inúmeras variáveis para serem consideradas.