Fóruns

  1. Debates

    1. Ateísmo

      Debates, questionamentos, definições e argumentos envolvendo ateísmo.

      6.189
      posts
    2. Ceticismo

      Sobre ceticismo e a postura crítica de questionamento.

      1.146
      posts
    3. Ciência

      Sobre ciência, suas descobertas, limitações, procedimentos, utilidade, história etc.

      2.481
      posts
    4. Filosofia

      Temas filosóficos como existencialismo, ceticismo, niilismo, pessimismo, racionalismo e diversas outras correntes ligadas a questões da existência humana.

      3.857
      posts
    5. Política

      Sobre política, laicismo, movimentos, ideologias.

      9.148
      posts
    6. Religião

      Sobre os sistemas de crença na existência de um ente supremo como causa, fim ou lei universal.

      4.690
      posts
  2. Área livre

    1. off-topic

      Para debate de temas quaisquer, desde que estejam fora do âmbito dos outros fóruns.

      21.229
      posts
    2. Humor

      Expressão irônica e engenhosamente elaborada da realidade.

      13.606
      posts
    3. Novatos

      apresentem-se, novatos.

      1.126
      posts
  3. Suporte/manutenção

    1. Ajuda

      Para esclarecimentos sobre o funcionamento e utilização do fórum, wiki e chat.

      1.326
      posts
    2. Administração

      Seção destinada a mensagens, anúncios e avisos importantes sobre a administração, configuração, regras e funcionamento do fórum.

      327
      posts
  4. Arquivo

    1. Arquivo

      Tópicos arquivados para referência.

      4.459
      posts
    2. Lixeira

      Corredor da morte dos tópicos incuráveis - apagados em 30 dias.

      981
      posts
    Shoutbox
    Cadastre-se para poder usar o Shoutbox
  • Aniversariantes de Hoje

    1. Hugo Silva (33 years old),
    2. Death Span (26 years old),
    3. vicky (30 years old),
    4. KeilaF (29 years old)
  • Quem está no Chat

    Não há usuários atualmente na sala de bate-papo

  • Quem Está Online (lista completa)

  • Posts

    • Problemas da Legalização da Maconha
      rsrsrsrs.....descabelar o palhaço é sagrado Falando sério. Não é um vício, mas a pessoa que aceita fazer sexo sem preservativos assume um risco enorme, tão ou maior que beber ou fumar maconha. Na verdade a questão da saúde pública e do tratamento público prolongado tem na sua maioria pessoas que de alguma forma se expuseram ao risco. Um motoqueiro em SP tem mais chances de sifu e depender o resto da vida do governo (mesmo que uma miséria de aposentadoria) do que um pacato maconheiro professor de Filosofia e Artes Plásticas da USP 
    • Verdade e mentira: De onde vem o conceito?
      Mas nao sao "7 dias de criacao" , sao 6... :-( O que faz sentido e' o seguinte, nao sei se vc vai entender, o setimo dia e' santo. Entao e' um dia onde vc geralmente tem uma espiritualidade maior, nao trabalha por $$, esquece os problemas cotidianos, serve a necessitados, etc. E essa "pausa" acaba refletindo em qualidade nos proximos 6 dias, maior identidade, foco, energia, etc. Talvez o setimo dia seja o intervalo ideal pra vc parar a rotina, as coisas temporais, pra se voltar as coisas espirituais. Mais que isso e' exagero, menos que isso e' insuficiente. Provavelmente por isso foi ordenado que os judeus tivessem tanta enfase na obsevancia do sabado. Uma outra evidencia seria o fato de que o dia santo e' parte dos 10 mandamentos que dizem respeito a espiritualidade (a outra parte diz respeito ao proximo). Portanto, e' razoavel afirmar que o uso recorrente do 7 serve como lembranca para nos voltarmos a Deus periodicamente, o que impacta diretamente em que tipo de pessoa nos tornaremos. 
    • Mente x Cérebro
      A questão é que se comete um erro. Toma-se o raciocínio humano como coisa inata. Mas o inato do homem é apenas sua animalidade. O que realmente há no homem é um treinamento, um treinamento em... ser homem (o que chamamos de ser homem). O bebê quando nasce ainda não é. Mas aprende a ser pois os comportamentos são a ele passados, desde a mais simples convivência com outros homens treinados, educados. Na verdade isso vem até de antes do nascimento. Ao longos dos milênios, a corrente de transmissão se mantém. Muda a cultura, mas o homem é, como o conhecemos, um animal treinado, treinado até no pensamento. Observem que os pensamentos são pensamentos em palavras, e palavras são adquiridas na infância, e palavras variam pelo mundo como a língua varia..Nós não pensamos em "coisas", mas em palavras, e mesmo as coisas são símbolos. O homem não passa de um animal treinado, que se especializou em tornar-se capaz de receber o treinamento. Esta é a evolução. A evolução do homem foi a capacidade de receber e transmitir o comportamento cultural humano. A cultura, aqui falada, não é o que se chamamos de cultura maior, é a cultura de convivência humana e sua comunicação, aí se sofisticando degrau a degrau até a "mente pensante". O homem tem dentro dele um ser social que é meramente uma educação direta ou indireta. É inseparável. Não dá para simplificar, pois cérebro é desenvolvido (ligações) com o uso, e o uso é este, cultural. Porém o homem louva e adora esse troço que é meramente ser social, e não sabe ser outra coisa. Acha que é seu eu, e de certa forma é, embora isso seja um eu social. Porque o homem social começa a ser formado no berço e evolui, então como tudo na vida, seu cérebro vai ganhando uma interface e esta interface, por sua vez, especializa o cérebro, aproveita as especializações possíveis, que é semelhante porque é semelhante o viver social. O homem, como o conhecemos, é um homem social, ou seja, olha a si e não vê nada diferente do que foi formado socialmente. Evidentemente, em todo ser vivo há uma mistura de adquirido e nativo, mas mesmo o nativo sofre modelagens já na vida fetal particular,que não é igual quando a pessoa nasce no verão e no inverno, que não é igual quando é filho de uma mãe em paz ou uma mãe nervosa e vítima de violência. Porque desde certo ponto da gestação o ambiente influencia no feto. É impossível separar o homem de sua vida fetal particular. O homem não é uma tábua branca. Cada um de nós se formou biologicamente e culturalmente (ou vivencialmente), em um conjunto de influências mútuas, Não existe homem genérico. Há, cada vez mais raros, casos de homens raptados por macacos (África) e quando achados, já crescidos, não aprendem mais a serem homens, são animais de biologia humana. O homem, como conhecemos, é uma mescla de modelagem mútua da biologia e da cultura (ou experiência de vida).
    • Verdade e mentira: De onde vem o conceito?
      Entendo. Chico Xavier disse o mesmo, provavelmente parafraseando Jesus. É igual quando agente fala "já disse mil vezes". No caso de Jesus, é algo do tipo "perdoar sempre", exercer o perdão, etc. Mas quanto ao Gênesis, não cabe esse argumento. Seria, como eu disse, aleatório demais. Se você quer se valer dessa analogia pra explicar os sete "dias" da criação, percebe-se claramente que você está apenas tentando defender algo que você não tem coragem de criticar, e por isso defende cegamente.  Não é mais simples dizer "os sete da criação é meio estranho", ou então procurar saber e ver que muito antes de "moises" escrever o livro de gênesis, a semana já tinha sete dias devido ao ciclo lunar observado por diversos povos antigos. Pô, é tão evidente de onde moises tirou esse sete. Aí vem os crentes com esse negócio de "podem ser eras" ou "milênos". Cara, você não se envergonha de se enganar assim?
    • Bandido bom é bandido morto?
      Excelente pergunta! Esse negócio de que tem que esperar o bandido atirar em você primeiro, no mínimo beira o absurdo! Nos EUA, por exemplo, não sei se a nível federal, mas no mínimo em vários estados a orientação é resumidamente a seguinte: Se o policial ver que alguém está portando arma e desconfiar dessa pessoa, o policial deve pedir em voz alta para a pessoa largar a arma para longe de si e ficar imóvel (no chão ou parede) para que o policial se aproxime sem violência para fazer demais perguntas. Se o portador de arma, após ter recebido do policial a orientação para largar a arma, mas mesmo assim se recusar a largar a arma, o policial pode atirar no suspeito para imobilizá-lo, de preferência com arma não letal, mas também com armas letais caso preciso. Francamente eu acho essa orientação totalmente razoável. Esse papo que tem que esperar o suspeito atirar em você primeiro não rola nos EUA! Pelos menos em grande parte do país.
  • Tópicos